BCR23AV1920_4f15304c-077a-48a6-86e3-f33254d49f5e copy

Fagioli: “Todos lutaremos por este clube”

SHARE
Fagioli: “Todos lutaremos por este clube”
Fagioli: “Todos lutaremos por este clube”
Fagioli: “Todos lutaremos por este clube”

Um dia depois de atuar pela Juve no empate em 3 a 3 com o Atalanta, no Allianz Stadium, Nicolo Fagioli foi apresentado no canal oficial da Juventus no Twitch.

O meio-campista abordou vários temas, começando pelo momento em que chegou ao clube ainda criança.

“Eu estava em período de teste com a Inter na época”, lembrou. “Estava indo para lá quando recebi a ligação da Juve, graças ao Gigi Milani. Não hesitei em escolher essas cores. Gigi é a pessoa mais importante para mim na Juve. Ele sempre me fez amar este clube. Ainda mantemos contato e ele ainda me dá conselhos. Eu o admiro muito.”

EMPATE COM A ATALANTA

“Estamos desapontados por não termos vencido A Atalanta. É uma pena termos sofrido dois gols no início da segunda etapa, mas estivemos muito bem ao terminar o primeiro tempo em vantagem e empatar novamente no segundo. No final do jogo, ficamos contentes com a forma como jogamos, mas todos sentimos que podíamos ter conquistado os três pontos. O que podemos tirar disso para nossos próximos jogos é a maneira como respondemos ao estar perdendo por 1 a 0 e depois novamente por 2 a 3”.

O PRESENTE

“Não esperávamos perder 15 pontos. Não foi nada fácil jogar contra a Atalanta, mas ficamos juntos como equipe. Agora, nosso objetivo é a classificação para a Liga dos Campeões. No sábado, tivemos uma reunião com o presidente [Gianluca] Ferrero e o diretor executivo [Maurizio] Scanvino. Eles nos tranquilizaram e disseram que lutarão para que a punição seja anulada. Foi uma reunião útil. Eles nos pediram para lutar ainda mais por este clube. Estou muito feliz com a maneira como as coisas estão indo em campo. Vencemos oito jogos seguidos antes de perder para o Napoli e passamos pelas oitavas da Copa da Itália. Agora, temos uma grande partida contra a Lazio, com a chance de chegar às semifinais. ”

PRIMEIRO GOL NA SERIE A

**

“Marcar contra o Lecce foi incrível. Parecia que não ia entrar, aí acertou a trave e balançou a rede. Foi uma sensação incrível, especialmente porque foi meu primeiro gol na Serie A pela Juventus. Minha comemoração veio espontaneamente, porque foi um gol muito importante. Passei por um período complicado e queríamos aproveitar nossas vitórias contra Empoli e Torino. Então [Massimiliano] Allegri me escolheu para minha estreia na Liga dos Campeões contra o PSG e novamente contra a Inter, quando marquei outro gol. Foi uma semana absolutamente incrível.”

O EXEMPLO DE DANILO

“Danilo é um exemplo para mim. Ele sempre mostrou que é um cara extraordinário, mas nos últimos jogos, enquanto capitaneou o time com Leo [Bonucci] ausente, ele mostrou o quão determinado ele é. Ele tem um carisma real. Para nós, mais jovens, é um grande bônus ter jogadores como ele por perto. Só podemos melhorar. O Dani e todos os rapazes mais experientes são uma fonte constante de inspiração na forma como se comportam dentro e fora do campo.”

CATEGORIAS DE BASE E NEXT GEN

“Foi um privilégio fazer parte das categorias de base da Juventus. Todos os treinadores são muito capazes e ensinam muito mais do que apenas futebol. A equipe sub-23, agora Next Gen, é o principal projeto do clube. Isso dá a muitos jovens jogadores de futebol a chance de avançar para o profissionalismo em uma liga muito difícil, como a Serie C. Você pode ver que está valendo a pena com todos os jovens que foram promovidos à equipe principal. O ano em que passei por um empréstimo na Cremonese, na Serie B, também foi uma experiência de aprendizado fantástica. Todas as experiências que tive foram importantes para o meu desenvolvimento pessoal. Acho que os jovens devem passar menos tempo em seus telefones e mais tempo jogando futebol - é assim que nascem os maiores talentos.”

ITÁLIA

“Tive outro momento inesquecível nesta temporada, quando fiz minha estreia pela Itália. Foi um sentimento que não consigo colocar em palavras. Lembro-me da primeira bola que toquei, com meu peito. Eu acho que toda criança que quer jogar sonha em representar sua seleção. Meu sonho é jogar a Copa do Mundo de 2026 com a Itália - e talvez até vencer, por que não!”

Itens relacionados